Comitiva do Exército Brasileiro visita a fabrica do Pantsir-S1 em Tula, em junho de 2013

Rússia e Brasil ainda estão negociando o fornecimento de complexos anti-aéreos Pantsir-S1, bem como o fornecimento de mísseis anti-aéreos portáteis Igla-S, afirmou ontem o chefe da delegação russa na LAAD-2015, Sergei Ladigin.



“Esperamos intensificar as negociações sobre o assunto devido ao fato que o Rio de Janeiro sediará os Jogos Olímpicos de 2016 e esses complexos garantirão a segurança dos jogos”, disse à RIA NOVOSTI Ladigin.



Ladigin também disse que a parte brasileira se interessa em veículos blindados Tigr, Gorets-M e caminhões Ural, fabricados pela lendária empresa russa Kamaz.



Brasil e Rússia negociam o fornecimento de sistemas anti-aéreos Pantsir-S1 desde 2012, mas ainda não assinaram o contrato de compra e venda.



Segundo informações extra-oficias, o Brasil tem interesse se comprar 18 complexos Pantsir-S1 ao custo de US$ 1 bilhão.



Em 1º de dezembro de 2014, foi relatado que a francesa MBDA iria fazer de tudo para impedir a aquisição brasileira dos complexos Pantsir-S1, uma vez que apresentaria ao Exército Brasil um sistema de médio alcance, desenvolvido em conjunto com a brasileira AVIBRAS.


O Informante

Fonte: Brasileiros e russos discutem a compra de sistemas anti-aéreos e blindados no primeiro dia da LAAD-2015»

0 comentários